quarta-feira, 21 de julho de 2010

o pessimista

Fui na casa dos meus avós. Agora que estou de férias vou visitar a família e o personagem principal desse texto é meu avô paterno. Ele já está meio velhinho e deu pra só falar de morte. Chega a ser engraçado.
Um dia chegamos na casa dele e ele estava lendo um livro.
minha irmã: Vô! Que livro é esse?
Vô: A morte - minha melhor amiga.*
minha irmã:
Outra vez ele ainda tava lendo "o caminho da morte", ou algo assim.
Dessa vez, mais recente, começamos a conversar e ele falou que nós não íamos mais comemorar seu aniversário e sim sua morte. CAAAAAAAAAALMA vô, você vai viver rapaz!
Conversa vai conversa vem minha vó fala "Eu nasci em 38" e meu vô dignamente responde "38 é uma boa arma"
No final de tudo: - tchau vô, até mais!
- até o paraíso, minha netinha.
Cara de desespero.
-
kkkkkkkkk, beijos gente.
laysa
*Eu inventei, não lembro o nome real do livro.

3 comentários:

Ca. disse...

kkkkkkkkkkkk eu amei *-*

Monica disse...

O pior que é bem assim mesmo... é uma figura!!!!

*Celle* disse...

Cara, que tensoo. Quando eu digo que essa família é louca ninguém acredita. kkk